Header

O café em sua pureza ou em suas combinações, para a alegria
do paladar e do olfato. Café em gotas, em palavras, em imagens...




Blog

Voltando!!!



0
falaram
  • ago
  • 4

Olá queridos amigos cafeinados, quanto tempo não é? A vida ficou corrida, mas estou de volta para compartilhar com vocês momentos de café.

Estou aí na batalha de ser barista em uma pequena cidade, no qual não existe a tradição de sair para um cafezinho, que dirá sair para apreciar um bom café! Mas estou muito contente pois isso vem mudando com o tempo. Ás vezes bate aquela frustração, mas me encorajo e sigo em frente. Por muitas vezes ouço alguns comentários (maldosos aos ouvidos de um barista) mas vejo que é apenas falta de informação sobre o assunto.

Bom para começar, não existe café ruim, existem paladares diferentes, mas depois de provar um espresso com leite, com café moído na hora com leite de verdade vaporizado, cremoso  e gostoso …. simplesmente é impossível voltar a tomar café solúvel.

Depois que você descobre o conforto, os bons papos feitos e a companhia que o café te proporciona, você já se vê um viciado! É luxo se dar de presente 10 minutinhos para apreciar um café? Para a maioria talvez seja, mas se você tem esses 10 minutos disponíveis, aproveite, sua mente vai agradecer!

Hoje estou gerenciando um pequeno café (porém muito aconchegante) bem no coração da cidade de Veranópolis – RS, passa lá no Café Veranense www.facebook.com/cafeveranense. Estou sempre por lá, dando sugestões e adoro esticar uma prosa! :)

Vou me despedir hoje, mas vou deixar uma dica que eu fiz e amei:

É o café passado com canela.

Primeiro de tudo, minha receita de café passado é 12 gramas de café em pó para uma xícara grande. 12 gramas é uma colher de sopa cheeia.

No seu coador junto ao pó coloque um pau de canela quebradinho grosseiramente. Adicione a água não fervente, por cima do pó com a canela.

Gente vale a pena provar, fica um café passado com cara de inverno, daqueles de se apreciar em dias de chuva.

Amigos cafeinados até mais breve! bj

Diferentes formas de fazer café!



0
falaram
  • jun
  • 26

Neste post, você vai conhecer algumas formas de se fazer café. Sempre lembrando de usar água filtrada, não deixar a água ferver e usar um bom pó de café, vai ajudar a deixar o seu dia mais cafeinado e gostoso.

Coador de pano:

Talvez o mais tradicional do país, muito usado ainda em bares e padarias. Nos interiores desse Brasil, ainda fazem assim: colocam o pó de café direto na água quente e passam a mistura pelo coador de pano.

]

Filtro de papel:

Inventado em 1908 por uma alemã que fazia seu café filtrando com uma toalha. Ela adaptou um papel mata-borrão sobre um aro de metal vazado, algo muito parecido do que fazemos hoje em dia.

Cafeteira Elétrica:

O modelo tira sua preocupação de aquecer a água no fogo. Apenas se tem o trabalho de ajeitar o filtro de papel, colocar o pó e adicionar a água no reservatório e ligar. Pronto!

Máquina de café em cápsula:

Eu tenho uma em casa, super prática e você pode escolher o sabor preferido. Basta colocar água no recipiente, escolher sua cápsula, inserir no compartimento e ligar. Em pouco tempo o café sai bem cremoso e na medida exata da xícara.

Agora as minhas preferidas!

Máquina de café espresso: Existem as domésticas e as profissionais. As máquinas de espresso surgiram após a Segunda Guerra Mundial, nesse modelo a água passa pelo café moído sob uma pressão muito forte. As encontradas em cafeterias, restaurantes … são manuseadas por baristas, possuem mais de um bico, o que permite tirar mais de um café por vez. Um café espresso bem tirado possui três partes principais: coração, corpo e espuma — sua característica mais marcante: a espuma de cor semelhante ao caramelo-escuro que permanece sobre a superfície do expresso, composta por óleos vegetais, proteínas e açúcares.

Cafeteira Turca:

O método mais antigo de todos e o preparo é quase um ritual. Coloque a água no cezve (cafeteira Turca), adicione açúcar a gosto e misture bem. Leve ao fogo até levantar fervura, depois adicione uma colher pequena de café por pessoa. O café deve ser fervido duas vezes seguidas, retirando o cezve do fogo entre uma ebulição e outra. Misture bem para eliminar a espuma. Antes de servir o café, adicione uma colher de água fria para que o pó desça mais rapidamente ao fundo. Sirva sem filtrar.

Cafeteira Globinho:

Mais parece um experimento científico, mas seu preparo é todo charme. A água é colocada na parte inferior, o pó de café na parte superior. A chama aquece a água que se transfere para a parte de cima. Depois disso é só apagar a chama e o café passará para parte de baixo já pronto.

Cafeteira Francesa:

Conhecida como Prensa Francesa também, nela você coloca o pó no fundo, mistura com água aquecida e empurra o êmbolo para baixo, para assim ser filtrado. Espere uns instantes e sirva. Esse café é cheio de cafeina!

Cafeteira Italiana:

Também chamada de Napolitana é a percursora dos cafés espressos e a mais usada na Europa. É colocado água no compartimento de baixo  cafeteira, o pó de café vai num recipiente furadinho acima deste compartimento de água. Depois leve ao fogo o café estará pronto no reservatória de cima. Essa técnica eu tenho bem detalhado nesse link do Café Pipoca http://cafepipoca.com.br/?p=118

Então de qualquer forma que seja, um bom café para todos!

Café, um sabor verdadeiro!



0
falaram
  • jun
  • 24

Assim como o vinho, o café ganhou defensores apaixonados. Falar em aromas, sabores florais e ou frutados, deixou de ser assunto apenas de enólogos e se tornou tema comum nas cafeterias que trabalham com cafés chamados especiais. Este termo surgiu nos Estados Unidos que descreve uma bebida preparada com grãos ainda verdes, sem defeitos e algum atributo específico de aroma. Fala-se café encorpado ou suave em vez de forte ou fraco.

Os cafés especiais são cultivados em fazendas certificadas  por organizações reconhecidas. Para ganhar certificação o grão tem de receber nota acima de oito. Já os cafés comerciais, (esses de supermercados) a avaliação é feita a partir dos defeitos. “Uma bebida com pouco defeito, a classificação brasileira chama de bebida mole, com mais defeitos é uma bebida dura. Grãos colhidos antes da hora ou aproveitados depois de fermentado produzem um café desequilibrado, amargo com sabor adstringente que amarra a boca.”

Não fique chateado pois já existem marcas vendidas em supermercados com o selo da Associação Brasileira de Cafés Especias a BSCA. Mas fique atento, muitas marcas lançam linhas de café como nomes como Gourmet, Premium ou Superior e cobram a mais por isso. Essas definições podem não dizer nada sem a certificação. Esta é o selo  que você vai achar em um café especial.

Outra dica, Grãos Especiais são 100% arábica, espécie de grão de origem africana com maior complexidade genética, cultivada em locais altos e que produz uma bebida mais aromática. Os cafés comerciais é uma mistura da arábica com robusta, na qual tem mais corpo, mas menos sabor.

Esses sabores são tão distintos que pode-se notar tanto no café coado como o espresso. O mercado de grãos especiais cresce 10% ao ano. Em consequência desse crescimento aumenta o número de cafeterias que tem em seu cardápio blends, mistura de grãos de fazendas certificadas…

“Com a sofisticação das cafeterias começou a ser exigido mão de obra especializada, porque de nada adianta ter um bom grão, uma boa máquina se o barista não souber extrair o melhor disso.

Os queridinhos dos baristas são aqueles que pedem um espresso e tomam sem açúcar!. Quem é barista sabe como é!! hehehehehe

Para quem quer começar a degustar café, peça também o espresso ristretto, que é feito com a mesma quantidade de pó de um espresso normal mas com a metade da água. É o melhor para experimentar todos os sabores e aromas, é um café para se tomar no balcão, assim que sair da máquina. Se a cafeteria servir água com gás junto, na verdade ela ajuda a limpar as papilas gustativas e vai ser mais fácil identificar os aromas.

Então que tal um café?!

A temperatura do café!!



0
falaram
  • set
  • 18

As pessoas perguntam sobre a temperatura do café espresso e sobre a temperatura do leite vaporizado. Aí vai uma pequena explicação:

Após a vaporização, o leite deve atingir a temperatura ideal de 75° C a 80°C, passando disso considera-se o leite fervido e as proteínas se expandem mais do que deveriam e se perdem. Assim como o café, o leite qiando fervido fica com o sabor de queimado, e perde a doçura.

O café traz muitos benefícios, como por exemplo, diminui as chances de desenvolver ou desencadear doenças como a Depressão, Mal de Parkinson, Diabetes, câncer do cólon, cálculos biliares, doenças cardíacas entre muitas outras.

O café é uma fonte de antioxidantes, que combatem os radicais livres, ajudando a retardar o envelhecimento precoce. Possui também vitamina B, Cálcio, Cafeína, Lipídios, Aminoácidos, potássio, entre outras coisas, ajudando na pratica de exercícios físicos .

O café passando por uma temperatura mais alta que 90 graus perderá todas as propriedades, seu sabor, podendo até acoasionar dores de estômago.

As máquinas de café espresso já são reguladas para a temperatura ideal, para que se DEGUSTAR um BOM café!!

O café já passou de ser apenas uma bebidinha, hoje o café é arte!!!

Divino Café!!



0
falaram
  • jul
  • 16

Oi gente!! Tudo bem? Primeiro tenho que pedir desculpas pela demora do post. A vida está corrida, mas está mega cafeinada que é o mais importante.

Hoje quero compartilhar com vocês um espaço novo que minha cidade Veranópolis -RS e região ganhou esses dias, o Divino Café, um espaço lindo, requintado e principalmente repleto de gostosuras para se passar algumas horas, se aproveitando do prazer da gula =D.

Então  para quem vem passear pela Serra Gaúcha o Divino Café virou ponto obrigatório, para recarregar as baterias. Eu e a proprietária Simone somos baristas formadas e estaremos lá esperando com uma mega xícara de café. Pra quem ainda não conhece bem a nossa profissão, aí vai uma breve explicação:

Barista é o profissional especializado em cafés de alta qualidade (cafés especiais), cujo principal objetivo é alcançar a “xícara perfeita”. Também trabalha criando novas bebidas baseadas em café, utilizando-se de licores, cremes, bebidas alcoólicas, entre outros.

Deve ser profundo conhecedor de todas as fases da vida do café, desde o cultivo da planta, etapas de processamento e beneficiamento do grão, processos de torra e moagem, além, é claro, dos detalhes dos processos de extração da bebida, seja em máquinas de expresso ou em outros métodos de preparo.

O endereço do Divino Café é na Rua Marechal Deodoro da Fonseca 280 – Sala 5 – Veranópolis, Serra Gaúcha  - Rio Grande do Sul.
Aí vão umas fotos da cafeteria e de algumas delícias só pra deixar vocês com água na boca!


Vem por aí!!



0
falaram
  • jun
  • 27

A curiosidade não envelhece conosco e fica sempre criança….. Curioso?

FIQUE LIGADO NO BLOG!

Aí vem novidades…. =D

Café Batido!



1
falaram
  • jun
  • 26

Vou dividir com vocês uma receita muito prática que vão adorar.

Eu sempre esquecia de fazer e no final de semana um amigo veio e nos trouxe um pouquinho de café batido, o que me fez lembrar de fazer e dividir essa delicinha com vocês.

Os ingredientes são:

  • 1 pacote de café solúvel de sua preferência de 50 gramas
  • 1 xícara de açúcar
  • meia xícara de água quente

Como fazer? É só colocar todos os ingredientes na batedeira e bater por 10 minutos.

Bata na velocidade máxima da batedeira.

Fica assim branquinho!! Cheiroso que só!!

Depois é só colocar no pote e guardar no congelador.

O café fica bem cremoso, você pode colocar leite ou água quente, como preferir!

Eu gosto do café bem forte então eu coloco umas três colheres de chá bemmmmm cheias para uma xícara de café!

Ahhhh e com uma pitadinha de canela fica tão bommm!

Hoje fuçando na internet achei essa imagem, linda não? É uma imagem feita de grãos de café em Parque de Moscou, organizadores afirmam que o painel com 30 metros quadrados é o maior do mundo feito com grãos de café.

Linda demais !!!!

Bolo de Café com Leite!



0
falaram
  • jun
  • 4

Enquanto fazia este bolo, pensei comigo, será outra receita que tenho que fazer muitas e muitas vezes. É o tipo de bolo que se lembra quando você mais precisa, aquele friozinho, você trabalhando e lembra que levou uma barrinha de cereais pra comer… bate aquele desespero por um bolo quentinho com café.

Mas esta receita vai salvar sua vida!

Anote os ingredientes e corra pro super agora!

Para o bolo:

  • 2 xícaras de farinha de trigo
  • 2 xícaras de açúcar
  • 2 ovos
  • 1 xícara de café com leite (frio)
  • 1 colher de fermento em pó
  • 1 pitadinha de canela em pó ( se quiser)

Para a cobertura:

  • 1 caixinha de leite condensado
  • 2 colheres generosas de café solúvel
  • 1 colher e meia de margarina

Bata o açúcar com os ovos até que fique claro e bem fofinho, assim:

Depois vá acrescentando os outros ingredientes do bolo aos poucos e bata por uns 5 minutinhos.

Enquanto isso pré  aqueça o forno,  unte e enfarinhe  uma forma.

Para a cobertura:

Numa panela, junte o leite condensado, a margarina e o café e em fogo baixo vá mexendo com uma colher de pau. Vai estar pronto quando você conseguir ver o fundo da panela quando mexe a colher.

Nossa numa tarde assim fria não tem como não gostar, não tem como não querer!

Mãos à obra a receita é fácil! Depois você me diz como ficou tá?!

Boa semana pessoal!

Wake Melitta!



0
falaram
  • mai
  • 28

Mais uma novidade saborosa pro seu lanche ficar ainda mais doce e gostoso, Wake Melitta!

Meu amor passeando pelos corredores do supermercado achou esta novidade e nos trouxe para provar. A novidade vem em três sabores:

  • TOFFE: chocolate, café + caramelo
  • CHOCOBERRY: chocolate branco, morango + café
  • MOCCA: chocolate + café

Já elegemos nosso favorito, que é o Mocca, o primeiro gole você sente o chocolate, depois vem o sabor (lindo!) do café na boca.

Simplesmente maravilhoso com gostinho de infância.

Não deixe de provar! O site do Wake Melitta também está super bacana, acesse http://www.melittawake.com.br

Até a nossa Mathilda adorou!

Com ou sem açúcar?



0
falaram
  • mai
  • 9

Todos já estão carecas de sabe que o consumo de café cresce cada vez mais no Brasil, com a melhoria da qualidade do café oferecidos à população e a consolidação do mercado de cafés gourmet são alguns dos fatores que influenciam o interesse das pessoas pelo café. Alguns especialistas se esforçam em dizer que é certo tomar o café sem açúcar, mas muitas pessoas torcem o nariz para essa novidade.

Segundo o atual barista campeão italiano Francesco Sanapo, “ Gostaria que todos uma vez na vida, experimentassem o café sem açúcar. Afinal só assim é possível conhecer o aroma e o sabor real da fruta dos cafezais.” Ele ressalta, “ Bons cafés já são doces por si só”.

No Brasil o consumo do café adoçado é comum, o barista Fernando Santana da Doce Arte Café de Socorro SP, conta que a grande maioria pede açúcar ou adoçante ao receber seu café, mas assim com Francesco, Fernando instiga o cliente a experimentar o café e ele conta, “ A maioria fica surpresa com o sabor e a doçura do café”.

Seja com açúcar ou sem, vale a experiência de arriscar a provar novos sabores, se arrisque hoje e experimente, eu já faço minhas experiências por cafeterias a fora. Confesso, nem todas as experiências foram agradáveis, mas se a sua também não for, o açúcar sempre estará lá.

Boa semana cafeinada!

Fonte: Revista Espresso